Quarta-feira, Dezembro 7, 2022
Biografia

Biografia de Daviz Simango (1964-2021)

Biografia de Daviz Simango (1964-2021)
Biografia de Daviz Simango (1964-2021)

Daviz Mbepo Simango nasceu a 07 de Fevereiro de 1964 e faleceu aos 22 de Fevereiro de 2021, era um político moçambicano e Presidente do Conselho Municipal da Beira.

Daviz é filho do ex-Vice-presidente da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), Uria Simango, é licenciado em Engenharia civil pela Universidade Eduardo Mondlane, foi membro do Partido de Convenção Nacional (PCN) e da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO). Foi premiado pela revista Professional Management Review-Africa como o melhor presidente de todos os municípios em Moçambique no ano de2 006.

Daviz Simango era o candidato natural à sua própria sucessão nas eleições autárquicas agendadas para Novembro de 2008, mas a RENAMO optou por nomear um dos seus deputados na Assembleia da República como seu candidato. Nessa altura, um grupo de militantes daquele partido político iniciou uma campanha para a candidatura independente de Simango, o que veio a ser oficializado no dia 5 de Setembro. Nas eleições, realizadas em 19 de Novembro, Daviz Simango foi reeleito com 61,6% dos votos.

Em Março de 2009 apresentou o seu partido político, o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), na Cidade da Beira, onde foi eleito por votação como Presidente. Também acumula a pasta de secretário geral enquanto o partido se organiza.

Concorreu as presidenciais pelo seu partido a 15 de Outubro de 2014 onde saiu vitorioso.

Morte de Daviz Simango
Morreu numa segunda-feira (22 de Fevereiro de 2021) sob direcção do Município da Beira, a segunda maior cidade de Moçambique.

Simango, tinha 57 anos de idade e era também presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), partido com representação parlamentar.

O político morreu num hospital privado da África do Sul, onde fora transferido de urgência, segundo o seu irmão Lutero Simango, chefe da bancada do MDM na Assembleia da República, sem dar detalhes das causas da morte.

Leave a Response